QUEM SOMOS

NOSSA DIREÇÃO GERAL 

Alanna Souto Cardoso ( Aru/ Tupinambá) - Atualmente Doutora egressa do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (PPGDSTU / NAEA-UFPA). Recém aprovada e ingressa no Estágio de Pós doutoramento Estratégico do Programa de Pós Graduação em Geografia da UEPA. Possui, ainda, Mestrado em História Social da Amazônia pela UFPA(2008) e graduou-se em História Bacharelado e Licenciatura pela Universidade Federal do Pará (2005).Tem experiência na área de pesquisa histórica e antropológica com ênfase em História da família, demografia histórica e cartografia histórica descolonial dos povos da Amazônia (Povo indígenas, comunidades tradicionais e grupos de periferias urbanas) .Além de desenvolver atividades de Assessoramento nos seguintes eixos: Estado e Políticas Públicas; Planejamento e Gestão Pública; Elaboração de Projetos Sociais e Culturais ; Educação e Ensino.


Presidente Geral: Alanna Souto Cardoso
 
Acessoria de Mídia:  Gabriel da Costa Araujo

Suplente: Andréia Castro de Deus

Coordenadora de Administração: Edenilza Borges

Coordenadora de Secretaria: Jully Miranda 

suplência da coordenação de secretaria: Rotokwyi Airomkenti Valdenilson, 



Conselho Consultivo Acadêmico

 

 PARÁ

 UFPA

NÚCLEO DE ALTOS ESTUDOS AMAZÔNICOS (NAEA-UFPA)

Prof.Dra Rosa Acevedo Marin (PPGSTU/NAEA-UFPA). 

FACOM/ NAEA-UFPA : Profa. Dra. Ana Lúcia Prado.

-------------------------------------------------------

Profa.Dra Rosane Steinbrenner (PPGCOM-UFPA).

Prof.Dr Fábio Castro (PPGCOM-NAEA-UFPA).

---------------------------------------------------

FACULDADE DE EDUCAÇÃO(FAED)- CAMPUS CAMETÁ-UFPA 

Prof. Dr. Edir Augusto Dias Pereira.

 ICED-UFPA- CAMPUS DE BREVES, MARAJÓ

Profa. Dra.  Eliane Miranda Costa, Faculdade de Pedagogia da UFPA, Campus Breves/ Marajó.

----------------------------------------------------------------

ICED-UFPA- CAMPUS BELÉM

Adriane Raquel Santana de Lima - Doutora em Educação (Educação, Cultura e Sociedade) pela Universidade Federal do Pará - UFPA.

-------------------------------------------------------------------------

ICJ - INSTITUTO DE CIÊNCIAS JURÍDICA DA UFPA

Prof.Dr. Almires Martins - Povo Terena e Guarani. É advogado. Graduado em direito pela UNIGRAM. Profa. Dr. Adjunto do Instituto de Ciências Jurídicas (ICJ) da UFPA.

--------------------------------------------------------------------------

ASSESSORIA DA DIVERSIDADE E INCLUSÃO SOCIAL DA UFPA

Profa. Dra. Zélia Amador de Deus/ Assessoria da diversidade e inclusão social da UFPA.


 



UEPA

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião (Universidade do Estado do Pará - PPGCR-UEPA) 

Prof. Dr. Manoel Ribeiro de Moraes Junior 

NÚCLEO DE ESTUDO AFRO BRASILEIROS ( NEAB-UEPA)
Prof. Dr. Aiala Colares de Oliveira Couto - PPGG/ UEPA / NEAB/ UEPA.

PPGG-UEPA.

Profa. Dr. Fabiano Bringel- PPGG/ UEPA.

NEP/ CATÉDRA PAULO FREIRE . CCSE/ PPGED/ UEPA.

Profa. Dra. Ivanilde Apoluceno- NEP -CCSE-PPGED/ UEPA.


AMAZONAS - CONSELHO DAS FUNDAÇÕES DE ESCOLAS INDÍGENAS.

André Baniwa, líder indígena do povo Baniwa do rio Içana. Empreendedor social, vice-presidente da Organização Indígena da Bacia do Içana, gestor de planejamento e projetos em associativismo, educação, patrimônio cultural e geração de renda em empreendedorismo e economia indígena.  E um dos autores da Escola Indígena Baniwa e Koripako - EIBK Pamáali, reconhecida como referencia na educação básica enquanto escola de criatividade e Inovação/2016. 



MARANHÃO

IFMA, Campus de Açailândia 

Prof. Dr. Fagno Soares ( Faculdade de História, IFMA)


RIO DE JANEIRO- 

UFRJ

Prof. Dr. Flávio dos Santos Gomes / Faculdade de História da UFRJ.


Conselho Consultivo dos Povos de terreiro e Comunidades de Matriz Africana 

  •  Mametu Nangetu- Instituto Nangetu  
  • Mam'etu Muagile- Sacerdotisa do Rundembo N'Guzu Wá Bamburusema
  • Mãe Jucilene - Casa de Umbanda mãe Herondina e candomblé Ketu;
  • Pai Fernando Rodrigues ( Tambor de mina)- Instituto Cultural nago afro brasileiro (ICNAB).

Conselho consultivo do movimento negro

  • Joana Carmem Nascimento Machado- Profa. Dra. em Educação/ UFPA .  Professora de Língua Portuguesa, Efetiva, categoria AD-4 - Secretaria de Estado de Educação do Pará. Ativista e pesquisadora Centro de Estudos e defesa do Negro do Pará ( CEDENPA). 
  • Brena Santos Corrêa -  Secretaria do Centro de Estudos e defesa do Negro do Pará ( CEDENPA).  E membra comunitária dos povos de terreiro de Matriz africana.

Conselho Consultivo Quilombola

  • Erasmo Alves Teófilo-  Auto declarado Camponês e quilombola da região de Volta Grande do Xingu.
  • Natalha Teófilo- Mulher quilombola negra, diretoria do Instituto Pororoca.
  • Cristivan Alves. Graduado em Comunicação Social - Jornalista pela Universidade Federal do Pará - UFPA. Atuação na Comunicação de Direitos Humanos. Assessoria de Comunicação da MALUNGU, associação de quilombolas do Estado do Pará.
  • Jully Vanessa Miranda . Marajoara . Quilombola ribeirinha da comunidade quilombola de Tartarugueiro do município de Pontas de Pedra. Conselheira dos quilombos de Tartarugueiro, Santana e Gurupá ligado ao Marajó das Florestas.
  • Glenda Geysianne Mota Borges - Quilombola de Abacatal, município de Ananindeua.Graduanda do curso de HISTÓRIA da UFPA. Campus de Ananindeua .
  • Claudiana Lírio - Liderança quilombola e membro da federação das organizações quilombolas de Santarém.
  • Douglas Sena Quilombola da Comunidade Arapucu- Óbidos, PA. Licenciado pleno em História. Representante do Baixo Amazonas.
  • Marcilene Soares- Quilombola da comunidade de Santa Terezinha no município de Irituia. Atualmente formada em pedagogia pela UEPA. Filiada a associação dos moradores e agricultores de comunidades quilombolas Santa Terezinha Km 23 (AMACOMQUISTA). Região Nordeste do Pará.


Conselho Consultivo dos Povos Indígenas

  • Dario Baniwa - Amazonas. 🫶
  • PAJE NATTO TUPINAMBÁ - BAIXO TAPAJÓS 💘🫶
  • Ancião Tupinambá-  João Ribeiro Correa.Comunidade Parauá/Aldeia Papagaio _Santarém-PA.  Ensino fundamental incompleto. Agricultor: Pesca,roçado,extração da borracha. Construtor Civil.
  • Josenildo Munduruku - O nome de registro civil Josenildo dos Santos da Cruz. Liderança dos indígenas Mundurukus do Planalto de Santarém.
  • Rotokwyi Airomkenti Valdenilson -  Do Grupo étnico Gavião Akrãtikatêjê da Montanha do Município de Bom Jesus do Tocantins- PA .  Acadêmica do curso do direito. E presidente da Associação dos Discentes Indígenas da UNIFESSPA. Professora do curso de Artes na Aldeia Akrãtikatêjê da Montanha. Conselheira dos povos indígenas da região Sudeste do Pará e do rio Tocantins da Amazônia Legal.

  • Região de Altamira 
  • Germando Silva Aranha Curuaia- Primeira liderança da comunidade indígena Iawa. 2 conselheiro da educação do temex ( citadino e ribeirinho). Estudante de agronomia - UFPA.
  • Claudio Curuaia Cambuí do povo Curuaia da associação kueri

 Conselho consultivo dos indígenas em/ de Contextos urbanos

COMUNIDADE MAIRI- REGIÃO METROPOLINA DE BELEM

Raimundo Nonato Oliveira , presidente da ASTRARMAP- Associação dos povos tradicionais ribeirinhos do porto da Ceasa- Maria Petronília . Articulador de projetos e politicas publicas das comunidades ligadas ao Porto Ceasa , bem como fazer parte da composição do conselho indígena ribeirinho em contexto periurbano da Região Metropolitana de Belém/ Mairi do IPPCS. 

Ilenilce Gonçalves -  Indígena ribeirinha da comunidade Maria Petronilia / Porto Ceasa , contexto periurbano de Belém do Pará,  aceitou o convite para compor o conselho indígena ribeirinho dos projetos dessa entidade de alcance estadual em contexto periurbano da Região Metropolitana de Belém/ Mairi do IPPCS , bem como o setorial de indígenas ribeirinhos do Fórum Parawara de indígenas em contexto urbano, ribeirinho e rural sob coordenação geral da profa.Dra. Alanna Tupinambá .

Gabriel da Costa Araújo -  Indígena urbano de Belém/ Região Metropolitana de Belém. Pertencimento  dos povos Tupinambá de Almeirim , Baixo Amazonas. Compõe ainda o Fórum Parawara de Indígena em contexto urbano, ribeirinho e rural.

Lenina Pinheiro -  Indígena - Diretoria da comunidade Mairi da RMB/ Fórum Parawara de indígena em contexto urbano, ribeirinho e rural - Moradora de Ananindeua. 

LIDERANÇAS INDEPENDENTES DO POVO WARAO

Freddy Cardona - Liderança indígena dos povos Warao/ Região metropolitana de Belém.

Josefina Jimenes  - Liderança Aidamo Warao / Região metropolitana de Ananindeua



Conselho Consultivo dos Povos Ribeirinhos Baixo Tocantins, Baixo Tapajós e Marajós

  • Reginalva Godinho, Graduada em Pedagogia. Pós-graduada em Pós-Graduação em Gestão e Orientação Escolar. Universidade Única. Pós-Graduação em Psicopedagogia e educação ambiental. Da comunidade de Anã no rio Arapiuns.
  • Maria Rita Freitas do Nascimento. Vice-presidente da associação amorema, coordena um grupo de mulheres na comunidade Sta Rita e administra 14 comunidades na resex Mapuá.
  • David da Conceição Nicodemos- Ribeirinho do rio Moju desde 20/02/1920.

Região das ilhas da área metropolitana de Belém (Ananindeua, Belém, Benevides, Castanhal, Marituba, Santa Bárbara, Santa Isabel do Pará, além do distrito de Icoaraci).

  • Rubenita Justiniana da Silva, solteira, paraense, preta, nascida em Ourém-Pará, 56 anos. Sócia do MMIB, trabalho com a comunidade ,pedra branca, poção, fazendinha, da Ilha de Cotijuba.
  • Adriana Maria Gomes de Lima - Sócia fundadora e associada ao MMIB - Movimento de Mulheres das Ilhas de Belém - mmibcotijuba.wixsite.com//mmibcotijuba- desde 1998, fazendo parte da atual coordenação. 

Afuá- Marajó das florestas

Sandro José Silva dos Santos. Professor licenciado em Biologia, pós-graduado em metodologia do ensino de matemática e concluindo segunda licenciatura em matemática.  Domiciliado em Afuá. Educador ribeirinho da região.

Organizador dos coletivos de jovens e educadores comunitários dos povos da Ilha de Afuá.

Resex de MAPUÁ/ Breves- Marajó das florestas


Maria Rita Freitas do Nascimento. Vice-presidente da associação amorema, coordena um grupo de mulheres na comunidade Sta Rita e administra 14 comunidades na resex Mapuá. Tem magistério e concluindo o curso de pedagogia, faculdade Gamaliel. 




Conselho Consultivo de Manifestações Artísticas Tradicionais.

  • Profa. Daniely Meireles do Rosário . Artista visual e Doutora em Artes, pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais (Belo Horizonte, 2016-2019).Professora de Artes Visuais do corpo efetivo da Escola de Aplicação da Universidade Federal do Pará.
  • Rodrigo Barros Projetos- Mestre em capoeira, artista popular, membro e filho de santo do Instituto Baburecema. 
  • Yure Lee- prof.Msc. em História social da Amazônia ( PPHIS-UFPA) e artista circese.
  • Vitor Gonçalves - Mestrando em Diversidade Sociocultural no Museu Paraense Emílio Goeldi MPEG . Nome iniciático afro Tata Jinsaba (Pai das Folhas) no Mansu Nangetu e Diretor de Projetos no Instituto Nangetu de Tradição Afro-religiosa e Desenvolvimento Cultural .

Conselho Consultivo do Movimento LGBTI+

  • Elias Santos, jornalista e diretor de comunicação da ABRAFH (Associação Brasileira de Famílias Homoafetivas) .
  • Atácia dos Santos , ativista lésbica do movimento LGBT.
  • Diogo de Souza Monteiro:  Advogado. Ativista LGBT (diogomonteiro.adv@gmail.com ) .
  • Lana Larrá, transfeminista : ativista LGBTI+. 1ªcoordenadora adjunta do Pará da Aliança Nacional LGBTI+ e 2ª coordenadora adjunta da área de Mulheres trans dessa organização. 

Reconhecimento Oficial Como Entidade Pública.

IPPCS Recebe Reconhecimento como Utilidade Pública no Estado do Pará

No dia 25 de setembro de 2023, o Instituto de Pesquisa do Projeto Cartografando Saberes (IPPCS) alcançou um marco significativo ao ser reconhecido como entidade de utilidade pública pelo Estado do Pará. A Associação Científica Comunitária conquistou esse estatuto através da Assembleia Legislativa do Estado, que sancionou e instituiu o título de Utilidade Pública Estadual, destacando o compromisso e relevância do IPPCS para comunidade. Essa distinçao reforça o papel fundamental da entidade IPPCS na promoçao da produçao do conhecimento cietífico comunitário e na educaçao popular patrimonial enquanto estrategia de pesquisa para a mobilização dos saberes a partir de seus proprios educadores e academicos com pertecimentos comunitários, o que fortalece ainda mais a pesquisa , o ensino ,a comunicaçao e (des)envolvimento social produzido pelas bases comunitárias.